Intel anuncia processador com 8 núcleos

intel

A Intel anunciou o lançamento de seu novo processador, o Core i7-5960X Extreme Edition. Baseado na arquitetura Haswell, é o primeiro da família Intel com 8 núcleos (do inglês cores) e memória cache de 20 MB, indicado para  PCs de alto desempenho e aplicação de jogos.

Para o gerente de marketing da Intel, Dan Bingham, com oito núcleos integrados às novas tecnologias de processamento de dados, o novo processador proporciona altos ganhos de velocidade em jogos e oferece grande desempenho em aplicações de produção de vídeos.

A maior vantagem do grande desempenho está relacionada ao suporte para a memória do tipo DDR4, que apesar de ainda não estar disponível nos atuais PCs, quando comparada com as DDR3 garante 50% de aumento na velocidade de transferência de dados, além de gerar redução de 30% a 40% no consumo de energia.

De acordo com a Intel, o novo processador possui uma velocidade máxima de clock de 3.5 GHz que poderá atingir velocidades maiores se turbinado através da técnica chamada de overclocked, que é usada para alterar a frequência do processador.

Com o Core i7-5960X Extreme Edition será possível editar vídeos na resolução 4k (novo formato chamado de Ultra HD, com vídeos na proporção de 4000×2000 pixels) com 20% a mais de velocidade e aceleração de 32 % na renderização de imagens no formato 3D, além da redução de 69% no tempo de transcodificação de um vídeo 4K para 1080p.

Também foram lançados pela Intel os processadores Core i7-5930K, com seis núcleos e clock com até 3.7GHz, e o Core i7-5820K com quatro núcleos e clock com até 3.6 GHz, ambos com 15 MB de memória cache, suporte à memória DDR4 e possibilidade de overclocked.

O mercado de fabricantes de PCs voltados a jogos como Falcon Northwest, CyberPower, Maingear e Alienware (da Dell) já disponibilizará em suas máquinas este novos processadores.

Concorrente direto da Intel, a AMD já havia lançado há mais de um ano atrás o processador FX-8320 também com 8 núcleos, e assim prosseguimos com a disputa na escalada do número de núcleos nos processadores.

Projeto recorde de arrecadação em financiamento coletivo

collest

Já ouviu falar no Coolest Cooler? Trata-se de um resfriador de bebidas inteligente que tem alcançado níveis altos em recordes de arrecadações no site de financiamento coletivo mais popular do mundo, o Kickstarter, acumulando até o momento cerca de US$ 10,6 milhões dos investidores para realização do projeto.

Além da função principal de gelar bebidas, o Coolest Cooler também toca música a partir de um smartphone ou tablet via bluetooth, e possui uma alto-falante à prova d’água , permitindo ficar próximo à piscinas sem danificar o produto.

Provido de rodinhas, o que facilita o seu transporte, o Coolest Cooler dispõe de 60 litros de capacidade interna e pesa em torno de 13,5 kg. Além de entrada USB, luz interna do tipo LED, abridor de garrafa, kit com pratos de plástico e copos variados, o produto possui também um liquidificador embutido.

Para participar como investidor deste projeto é necessário pagar a quantia total de US$ 285,00, sendo US$ 185,00 referente ao produto e o adicional de US$ 100,00 de frete para entrega no Brasil, valor esse apenas para compras feitas através do Kickstarter com entregas previstas a partir de fevereiro de 2015. Com a finalização do processo de financiamento coletivo, estima-se que o valor final de comercialização do produto será de US$ 299,00.

Disco rígido de 8 TB é lançado pela Seagate

disco-rigido

A Seagate, fabricante de discos rígidos e soluções de armazenamento, lançou hoje o disco rígido (HDD, do inglês Hard Disk Drive) com 8 TeraBytes, o primeiro do mundo com esta capacidade de volume de armazenamento e interface SATA, que chega até 6 Gb/s, além do tamanho de 3,5 polegadas, o mesmo já utilizado hoje como padrão pelos HDDs.

De acordo com Scott Horn, vice-presidente de marketing da empresa, o novo HDD consome menos energia que o normal e promete atender o mercado na procura de produtos com a melhor relação de watts/gigabyte para armazenamento de dados.

A previsão é que este novo disco chegue aos consumidores no primeiro trimestre de 2015, com grande expectativa de uso em data centers para armazenamento de conteúdo de computação em nuvem (cloud computing) e backup de dados.

Integração via web dos Cartórios até o final de 2015

cartorios-online

A Associação dos Registradores de Pessoas Naturais de São Paulo (Arpen-SP) anunciou na semana passada que até o final do ano de 2015 todos os cartórios brasileiros deverão estar integrados, e assim oferecerão para a população serviços de emissão de documentos através da internet.

O sistema que estará implantado em cerca dos oito mil cartórios é chamado de Central Nacional de Informações do Registro Civil (CRC Nacional), que desde 2013 encontra-se em operação no estado de São Paulo, e hoje já está integrado com os cartórios do Acre, Espírito Santo e Santa Catarina, através do acesso no Portal Oficial dos Cartórios, que disponibiliza os serviços on-line de emissão de certidão de nascimento, casamento ou óbito, e o pagamento pode ser realizado por boleto bancário ou cartão de crédito.

A validade dos documentos requisitados via web é a mesma que os registrados no próprio cartório, e o usuário tem a opção de receber a cópia em formato eletrônico através de e-mail ou impresso em papel enviado pelos Correios, como também retirar pessoalmente no cartório da localidade mais próxima.

A expectativa sobre este novo sistema é de dispensar o cidadão em enfrentar filas e a recorrer a serviços de terceiros, além de reduzir burocracias geradas por procedimentos legais.

Por que celebramos hoje o “Dia da Informática”

dia-da-informatica

A celebração do “Dia da Informática” é marcada pelo dia 15 de agosto de 1946 com o lançamento e início da operação do primeiro computador eletrônico do mundo na era digital, o ENIAC (do inglês, Electronic Numerical Integrator Analyzer and Computer – Computador e Integrador Numérico Eletrônico).

Criado por dois pesquisadores norte-americanos, John W. Mauchly e John Presper Eckert, o ENIAC foi desenvolvido inicialmente para fins militares a pedido do exército americano voltado ao laboratório de pesquisa balística na Segunda Guerra Mundial.

Era difícil imaginar naquela época um equipamento com tal avanço tecnológico, que funcionava a uma velocidade mil vezes maior que as outras máquinas existentes, tanto que no ENIAC foi apelidado de “cérebro gigante”. Era capaz de fazer cinco mil cálculos por segundo, sendo superado pelas calculadoras portáteis ainda na década de 70 e atualmente pelo chinês Tianhe-2, que chega a fazer quatrilhões de operações por segundo.

Para se ter uma ideia da dimensão do equipamento, ele pesava cerca de 30 toneladas e ocupava o espaço de um grande galpão. Seu consumo de energia elétrica atingia 200 KW.

O ENIAC não foi o computador mais antigo da história, o Z1 que era um modelo eletromecânico foi desenvolvido em 1936 pelo alemão Konrad Zuse. Com grandes proporções e peso de 500 kg, era capaz de realizar cálculos matemáticos como adição, subtração, multiplicação, divisão e raiz quadrada, e a solução era apresentada em uma fita perfurada. Algum tempo depois o Z1 foi substituído pelo Z3 que foi a primeira máquina automática e programável apresentada.

Muitas foram as transformações que ocorreram com os computadores desde a criação das enormes máquinas até o atuais modelos ultrabooks. Embora Mauchly e Eckert tenham sido considerados os pais do computador por muito tempo, ainda há controvérsias, e hoje a invenção deles é considerada de domínio público.

PC vendido sem Windows pré-instalado gera preocupação para a Microsoft

mecado-emergente

De acordo com o IDC, empresa de análise de mercado, pelo menos 60% dos computadores do tipo PC (do inglês Personal Computer) que são vendidos em mercados emergentes do continente asiático não vêm com o sistema operacional da Microsoft pré-instalado, e quando comparado aos mercados desenvolvidos da região como Austrália e Japão, chega a atingir em torno de 25%.

Chamados de “PCs pelados”, tais equipamentos têm gerado preocupação para a Microsoft, pois no momento da venda são acompanhados de algum sistema operacional de código aberto de forma gratuita, citando como exemplo o Linux.

Apesar da popularidade indiscutível do Windows e do pacote Office, a maioria dos mercados emergentes não está disposta a pagar o valor ofertado dos softwares originais, e assim acaba desafiando principalmente a Microsoft na China em diminuição de receitas e na baixa propagação no uso da nova versão do Windows 8.

Em função disso, a Microsoft começou a reagir em oferecer descontos para o Windows 8 aos fabricantes  de PCs que instalarem o Bing como motor de busca na internet, e gratuitamente versões do Windows 8 para tablets e smartphones.

Atualmente os mercados emergentes representam cerca de 56% dos PCs em uso, e a pirataria de software chega a alcançar 73%, segundo o BSA (Business Software Alliance), organização que detém a violação de direitos autorais de softwares.

Numa avaliação sobre a composição dos custos de fabricação dos equipamentos PCs, o sistema operacional é um dos itens mais elevados, assim, em contrapartida, as pequenas lojas que dominam o mercado varejista de computadores acabam oferecendo aos consumidores a opção de compra do PC com um software não original.

A respeito de faturamento anual, a Microsoft apresentou em 2013 uma receita de US$ 77,8 bilhões, onde Rússia e Brasil, cada um, ultrapassaram o montante de US$ 1 bilhão. Para ser ter uma comparação, a Apple gerou neste mesmo ano fiscal o total de US$ 27 bilhões na região da grande China, que inclui Hong Kong e Taiwan.

Versões antigas do IE terão suporte encerrado em 2016

Suporte ao Internet Explorer

A Microsoft comunicou ao mercado que após o dia 12 de janeiro de 2016, encerrará as atualizações de segurança e o suporte técnico do Internet Explorer (IE) para as versões anteriores a 9, o que pode resultar num aumento de ataques por hackers que usam falhas, logo é preciso criar conscientização entre todos os usuários.

O IE tem sofrido duras críticas nos últimos anos e vem perdendo muito espaço no mercado, a ponto de circular na internet um boato de que a Microsoft estaria pagando para blogueiros comentarem bem sobre o navegador.

De acordo com o site especializado em pesquisas e audiência, w3shoools.com, atualmente o IE representa apenas 8,8% do uso de navegadores, liderado pelo Google Chrome, com 59,3% dos usuários.

Desta forma, as frequentes atualizações somente terão continuidade com as combinações entre sistema operacional e navegador relacionados abaixo:

  • Windows Vista SP2 + IE 9;
  • Windows Server 2008 SP2 + IE 9;
  • Windows 7 SP1 e IE 11;
  • Windows Server 2008 R2 SP1 e IE 11;
  • Windows 8.1 e IE 11;
  • Windows Server 2012 e IE 10;
  • Windows Server 2012 R2 e IE 11.

Caso utilize o IE como navegador principal, ainda tem cerca de 16 meses pela frente e tempo hábil parar atualizar com a versão mais recente e evitar dores de cabeça.

Sites com HTTPS são privilegiados pelo Google

 

https

O Google passou a adotar nos últimos meses como padrão a criptografia em seus serviços, e a partir de agora orienta para que seja adicionada uma camada de segurança extra aos websites a fim de privilegiar nos resultados das buscas às páginas que tiverem o protocolo de segurança SSL (Secure Socket Layer).

Os funcionários do Google, Zined Ait Bahaji e Gary Illyes, relatam que a adoção do HTTPS passou a ser introduzido no algoritmo da empresa como critério no indicador de ranqueamento.

Assim, os websites que possuírem essa criptografia aparecerão melhor, porém, até o momento, essa diferença traz baixo impacto no resultado da busca, que de forma gradativa poderá ser mais rígida.

Os websites que quiserem aderir ao SSL poderão contar com a ajuda do Google, que já está criando uma série de posts em blogs de como aplicar essas ações de criptografia.

Número de vítimas crescem com cartões clonados

Segurança na Internet

Durante o 6º Congresso Fecomercio de Crimes Eletrônicos que ocorreu nos dias 4 e 5 de agosto na sede da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP), foram apresentados os índices de uma pesquisa sobre crimes digitais que mais têm vitimados os brasileiros, principalmente por clonagem de cartão eletrônico, compra de empresa-fantasma e a utilização de dados pessoais indevidamente.

Esta pesquisa foi feita na cidade de São Paulo com cerca de mil pessoas, onde 18% dos entrevistados relataram já ter sofrido algum crime digital em 2014 ou conhecer alguém que tenha sido vítima, ante 17,9% no ano de 2013.

O temor das pessoas de serem vítimas de fraude ou sofrer algum ataque digital representa 80,8% da pesquisa, número menor que do ano passado que chegou a alcançar 86%. Desta forma acredita-se que esse percentual tenha diminuído em função da vigência da Legislação de Crimes de Informática, como a Lei Carolina Dieckmann e o Marco Civil da Internet, que alteraram o Código Penal para tipificar como infrações uma série de condutas no ambiente digital.

Cerca de 70% dos entrevistados apontam ser favorável que os registros de acesso aos sites sejam guardados para possíveis investigações. Apesar da maioria demonstrar medo, a pesquisa apontou que não é comum manter o hábito de se prevenir contra possíveis invasões e fraudes.

Em relação às redes sociais, 87,8% das pessoas se conectam na maior parte no Facebook e na sequência Twitter, Instagram e WhatsApp respectivamente, onde 40,3% chega a permanecer até uma hora e 10,8% de duas a quatro horas por dia conectados nestes sites.

Evitar fazer compra on-line por receio de fraude apresentou um resultado de 25% que acaba prejudicando o desempenho nas vendas do comércio eletrônico. O indicador como prioridade de um site ser seguro apresentou apenas 3,2% dos entrevistados, tendo mais influência o preço e a praticidade em realizar uma compra.

Confiar na forma como os sites salvam os dados em seus sistemas chega a 30% dos entrevistados, e 65,7% não sabem realmente de que forma os sites de busca e correio eletrônico (e-mail) se mantém gratuitos, que na verdade trabalham com os dados pessoais a fim de direcionar a geração de publicidade.

Resumidamente, os principais resultados da pesquisa levantada sobre crimes no ambiente digital são: clonagem de cartões de débito e crédito (44,5%), compra de empresa-fantasma (16,5%), utilização dos dados pessoais (14,8%), compra indevida (9,3%), desvio de dinheiro da conta bancária (7,7%), não receber o produto (2,2%), entre outros.

Kaspersky e Symantec fora da lista de compras da China

china

Anunciado pelo Twitter do jornal estatal chinês People Daily China, as empresas Kaspersky e Symantec foram retiradas da lista de fornecedores de softwares do governo chinês.

De acordo com o jornal britânico The Guardian, os chineses determinaram que de hoje em diante farão aquisição de softwares somente que forem desenvolvidos na própria China, embora tanto a Kaspersky quanto a Symantec afirmam não ter recebido nenhuma notificação do governo chinês e que souberam da decisão pela imprensa.

Com esta suspensão, nenhum dos dez milhões de funcionários que trabalham para o governo da China poderá adquirir qualquer produto de ambas as empresas.

Esta não é a primeira ação contra empresas de tecnologia de fora da China, Apple e Microsoft também já foram denunciadas por investigações do governo chinês.