Versão final do Office para Android é liberada pela Microsoft

Versão final do Office para Android é liberada pela Microsoft

Ontem foi liberada pela Microsoft a versão final da sua suíte de aplicativos do Office para a plataforma Android, incluindo o Word, Excel e PowerPoint.
 
Desde o mês passado já havia a possibilidade de conhecer e testar os aplicativos Office numa versão beta para o Android, e agora o público já dispõe da versão oficial com o download de cada app de forma separada e assim pode utilizá-lo diretamente em seu dispositivo.
 
Inicialmente a edição para baixar de cada aplicativo é básica e disponibilizada pela Microsoft gratuitamente com recursos mínimos de operação. Tendo uma assinatura do Office 365, o usuário passa a obter acesso completo às ferramentas (para saber sobre os recursos extras oferecidos clique aqui).
 
No caso do armazenamento dos arquivos, há integração do serviço em nuvem compatível com o OneDrive da própria Microsoft, Dropbox, Google Drive e Box.
 
Portanto se quiser baixar e testar, os aplicativos estão disponíveis na loja Google Play separadamente por app: Word, Excel e PowerPoint.

Bing sofistica sua busca de vídeos

Bing sofistica sua busca de vídeos

Mantendo-se na concorrência do mercado de buscadores na internet e continuamente criticado, o Bing, da Microsoft, passa agora a disponibilizar um novo sistema bem sofisticado e específico na sua pesquisa de vídeos.
 
O novo serviço do Bing Vídeos dispõe de recursos que até então os concorrentes não chegaram a apresentar, inclusive torna-se mais atrativo e completo do seu uso até quando comparado com o motor de busca de vídeos oferecido pelo próprio Youtube.
 
A inovação da Microsoft traz no resultado das pesquisas páginas que exibem as imagens dos vídeos com dimensões maiores, facilitando na identificação dos mesmos pelos internautas, além de exibir uma prévia para visualizar cada vídeo simplesmente ao posicionar o ponteiro do mouse sobre a imagem.
 
Sugestões de vídeos relacionados com a pesquisa do usuário são também publicados no resultado da busca, como informações sobre a quantidade de visualizações e a data em que foi feita a publicação, até categorizado por assunto como por exemplo em música, com detalhes sobre o cantor e outras obras dele.
 
Dispensa até a visita no site do Youtube por ações que geram melhor resultado na pesquisa, baseado nos algoritmos calculados sobre a procura e o índice de relevância, apresentando uma imagem em destaque com tamanho maior que as demais por intuição de ser o seu vídeo de maior interesse.
 

IPv6 no Brasil atinge 2% do tráfego pela internet

trafego pela internet

De acordo com o serviço de medição realizado através do site 6lab, criado pela Cisco para levantamento estatísticos sobre a adoção do IPv6 (versão mais recente do protocolo padrão utilizado na comunicação entre todos os computadores e dispositivos conectados à internet), o volume do tráfego de dados pela internet no Brasil no início do ano de 2015 com este novo protocolo representou apenas 0,1%, e até agora neste mês de junho chegou a alcançar o nível de 2%.

Este índice atual brasileiro ainda é considerado muito baixo, quando comparado ao da Bélgica que encontra-se em 32% que até o momento é o mais alto registrado. De acordo com Demi Getscho, conselheiro do Comitê Gestor da Internet no Brasil e diretor presidente do NIC.br (Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto BR), o IPv6 começou a dar os seus primeiros passos no Brasil, não tão rápido como gostaria, mas já está evoluindo.

Para mais detalhes, acesse o endereço http://6lab.cisco.com e acompanhe através de mapas, gráficos e comparativos como estão as estatísticas sobre a adoção do IPv6 em todos os países no mundo.

Nova opção para uso do Skype através de navegador

Nova opção para uso do Skype através do navegador

A Microsoft disponibilizou hoje oficialmente uma nova versão do Skype que permite o seu uso através dos navegadores de internet (web browsers) e encontra-se liberada para 30 idiomas, incluindo o português do Brasil.

Esta nova opção de acesso ao serviço oferecido pelo Skype é gratuita, partindo que se tenha uma conta ativa na Microsoft, um navegador e conexão com a Internet para o link de acesso http://web.skype.com.

Desta forma, ao completar o acesso já habilita em realizar e receber chamadas entre usuários Skype, organizar videoconferências, fazer chat e ligações para telefones fixos ou celulares com base no plano de créditos contratado.

Assim o Skype passa a seguir a tendência de seus outros concorrentes tais como Facebook Messenger e WhatsApp que também já dispõem de uma versão web para seu acesso através de navegador web.

Bloqueio a sites de redes sociais passa a ser uma batalha dentro das empresas

Bloqueio a sites de redes sociais passa a ser uma batalha dentro das empresasConforme relatório divulgado pela empresa israelense Allot Communications, provedora de soluções e serviços de internet, diariamente um colaborador chega a fazer em média 6,2 tentativas de acesso a sites de rede sociais que no caso estão bloqueados para navegação dentro das empresas.

Isso implica numa árdua batalha entre a equipe de tecnologia de informação e os funcionários das empresas, pois os mesmos acabam colocando em risco a integridade dos sistemas internos a partir de outros sites como até mesmo do acesso a anúncios de propagandas veiculados que fazem redirecionamentos na internet.

O estudo analisou a navegação em torno de 10 mil usuários, onde apontou a tentativa de acesso ao Facebook correspondente a 54% de toda a navegação bloqueada, seguido de 25% do Twitter, 8% do Google e 3% do Pinterest.

A Allot orienta os gestores de TI a levarem em conta o controle sobre as redes sociais, armazenamento em nuvem, programas conhecidos como anonymizers (que agem como intermediário entre o navegador e o site a ser visitado, impedindo que se tenha acesso a qualquer tipo de informação da origem de quem está navegando), além dos serviços de mensagens instantâneas, todos considerados como potenciais backdoors (recurso utilizado por vários malwares para obter acesso remoto à rede ou sistema infectados), que ameaçam a segurança e reduzem a produtividade do negócio.

Dados médicos e hospitalares são novos alvos dos hackers

Dados médicos e hospitalares são novos alvos dos hackers

Conforme divulgado pela Reuters, agência de notícias britânica, um novo alvo de interesse dos hackers é atacar dados médicos confidenciais que chegam a valer um valor médio de até dez vezes mais que de um número de cartão de crédito.
 
A TrapX, empresa de segurança digital com escritórios nos Estados Unidos, Inglaterra, Israel e Hong Kong, apresentou um relatório que menciona ações de invasão em redes de hospitais através de um malware chamado de MEDJACK, que traz risco e compromete diversos dispositivos eletrônicos médicos, inclusive de grandes instituições de saúde.
 
Dentre os dispositivos mencionados no relatório que podem sofrer ataques são sistemas de arquivamento de imagens, sistemas de comunicação, equipamentos de diagnósticos (raio-X, ultrassom, ressonância magnética e tomografia), medicina intensiva (respiradores, oxigenação por membrana extracorpórea e hemodiálise, circulação extracorpórea) e terapêuticos (máquinas cirúrgicas, bombas de infusão e raio laser).
 
O resultado do levantamento realizado pela TrapX aponta que os equipamentos médicos utilizados nos hospitais investigados são baseados em sistemas operacionais Microsoft Windows 2000, XP e Linux, que já estão defasados tecnologicamente e em alguns casos as versões chegaram a ser alteradas para adaptações do aplicativo, tornando vulnerável a ataques e invasões.
 
Mesmo que identificado nos hospitais o uso de firewall entre a borda do link de internet e a rede de dados interna, além de outras soluções de segurança e proteção como antivírus, antimalwares e intrusão, a TrapX concluí que o departamento de tecnologia de informação das instituições não possui acesso aos equipamentos médicos, que são gerenciados exclusivamente pelo próprio fabricante, e assim não permite o mesmo manter qualquer controle de detecção de ataque como no caso MEDJACK que com facilidade passa a infectar o aparelho.

Notificação da Microsoft de pré-download verifica se o computador suportará Windows 10

Notificação da Microsoft de pré-download verifica se o computador suportará Windows 10

Usuários que possuem instalados em seus computadores o sistema operacional Windows 7, 8 ou 8.1 passam a receber a partir de hoje uma notificação da Microsoft a respeito do Windows 10.

Disponibilizado na barra de tarefas, há um ícone para fazer o pré-download do Windows 10 com a função de verificar se o equipamento suportará a nova versão. Além disso, ao confirmar o interesse em obter a atualização, será gerada uma pré-reserva do novo sistema operacional, que terá a instalação definitiva confirmada no próximo dia 29 de julho.

Esse procedimento antecipado pela Microsoft é uma estratégia para evitar grandes congestionamentos gerados em seus servidores pela quantidade de downloads simultâneos do Windows 10 que acontecerá na data oficial do lançamento.

Os destaques nesta nova versão são a volta do Menu Iniciar, bem como a possibilidade de uso em equipamentos do tipo PCs, smartphones, tablets e Xbox One, além do novo navegador chamado “Edge” e o assistente pessoal “Cortana”.

Este upgrade ficará disponível durante o período de um ano totalmente grátis para usuários do Windows 7, 8 e 8.1. A partir do momento em que o dispositivo estiver com o Windows 10 instalado, a Microsoft confirmou que continuará a mantê-lo atualizado sem quaisquer custos adicionais.