Microsoft libera a versão oficial do Windows 10

atualizacao_microsoft_windows_10

Finalmente acaba de ser liberada pela Microsoft a versão final do Windows 10, seu mais novo sistema operacional.

Com grande expectativa esperada pelo mercado, os primeiros usuários que estão tendo prioridade com a atualização oficial são aqueles que fizeram cadastro no programa Windows Insider, e realizaram testes com a versão beta do Windows 10 até então disponibilizada.

Para os demais usuários, no caso de estarem executando a última versão do Windows 7 SP1 ou Windows 8.1 Update, quando a atualização estiver pronta para seu computador, os mesmos receberão uma notificação e assim poderão atualizar imediatamente para a nova versão Windows 10 ou quando lhe for mais conveniente.

Vale lembrar que para determinados aplicativos já instalados nas versões anteriores, o Windows 10 analisará a sua compatibilidade, e se houver algum problema que não permita concluir a atualização haverá o registro de uma notificação sobre o motivo.

Confira abaixo as edições de atualização para o Windows 10 associadas às versões equivalentes do Windows 7 e 8:

Atualização-para-Microsoft-Windows-10Para saber mais detalhes sobre a atualização do Windows 10, a Microsoft disponibiliza todas as informações em seu site, clique aqui.

Desconexões de celulares pré-pagos chegam a 1,699 milhão em junho/2015

celulares prepagosO mercado de telefonia móvel brasileiro também sofreu impacto negativo devido ao enfrentamento da atual desaceleração da economia no país.
 
De acordo com a Anatel, Agência Nacional de Telecomunicações, dados revelam que no mês de junho passado foram registradas cerca de 282,45 milhões de linhas ativas na telefonia móvel, sendo deste total 74,85% com assinatura de planos pré-pagos e 25,15% de pós-pagos.
 
Num comparativo entre os meses de maio e junho houve uma queda acentuada de desconexões na modalidade pré-pago, chegando a diminuir em torno de 1,699 milhão de assinantes, entretanto, os planos pós-pagos registraram no mesmo período um aumento de 462.615 acessos motivados pela oferta da banda larga 4G, que alcançou a marca de cerca de 11,838 milhões de planos mantidos ativos.
 
E portanto, pela primeira vez, a Anatel confirmou que a telefonia móvel teve uma queda no total de assinaturas ativas entre maio e junho de 0,6%, passando cerca de 284,15 milhões para 282,45 milhões neste período, mantendo uma teledensidade de 138,23 acessos por 100 habitantes.
 
O relatório revela o ranking nacional de participação de mercado das operadoras com planos ativos em telefonia móvel com a seguinte classificação: Vivo (29,26%), TIM (26,41%), Claro (25,21%), Oi (17,78%), Nextel (0,74%), Algar (0,45%), Porto Seguro (0,12%), Sercomtel (0,02%) e Datora (0,01%).

Novo padrão Wi-Fi permite comunicação entre dispositivos mesmo sem internet

wi-fiUm novo padrão de rede sem fio com o nome de Wi-Fi Aware foi certificado na semana passada pela Wi-Fi Alliance, associação global das empresas que promovem esta tecnologia.
 
Aparelhos que tiverem disponível o recurso Wi-Fi Aware poderão identificar e se comunicar com outros dispositivos antes mesmo de se conectar com a rede de internet.
 
Muito parecido com o acesso através do Bluetooth, esta nova tecnologia sem fio permite que os dispositivos habilitados com ela possam transmitir continuamente dados sobre si, bem como captar informações de outros equipamentos, fontes ou aplicativos que estiverem ao seu redor, e fazer a conexão entre ambos assim que desejar.
 
Diversas funcionalidades práticas estarão disponíveis com uso do Wi-Fi Aware, citando como exemplo, enviar uma mensagem para um amigo que encontra-se nas proximidades e interagir com ele, receber notificações a respeito de descontos promocionais em estabelecimentos comerciais que estiver passando próximo.
 
Os dispositivos Wi-Fi passarão a ser mais proativos em oferecer estas experiências e interações personalizadas, dispondo de uma comunicação de duas vias entre os aparelhos. Esta capacidade não só permitirá que um usuário descubra informações e serviços nas proximidades, mas solicite informações adicionais – tudo sem uma conexão com a internet.
 
É previsto que este novo padrão esteja disponível até o final deste ano, pois sobre o mesmo haverá demanda de ajustes e adaptações sejam em softwares e hardwares que serão destinados para seu uso.

Estima-se para o mercado de serviços móveis e mídias sociais baseados em proximidade uma projeção de aumento de três vezes em 2016 quando comparado ao ano de 2015.
 

Adobe Flash Player apresenta falha de segurança

adobe flash playerAcaba de ser identificada uma vulnerabilidade no produto Flash Player 18.0.0.194 da Adobe System, que até então era desconhecida e acabou sendo propagada na internet pelos cibercriminosos.
 
Consequentemente a Adobe teve de agir de forma rápida e já liberou os updates de atualização de segurança, que chegam a corrigir 36 falhas das quais 17 possibilitavam a execução de código malicioso de modo remoto.
 
Partindo disso, a recomendação é obter no mínimo a versão Flash Player 18.0.0.203 para Windows e Mac e o 11.2.202.481 para Linux, ou Flash Player 13.0.0.302 para aqueles que possuam contratado o serviço de suporte. No caso do plug-in dos navegadores de internet, o mesmo será automaticamente atualizado, como no Microsoft Internet Explorer e Google Chrome.
 
A vulnerabilidade mais crítica é a chamada CVE-2015-5119 que foi divulgada ao público assim que os pesquisadores descobriram algo suspeito sobre um caso de vazamento de arquivos da empresa italiana chamada Hacking Team, desenvolvedora de software de vigilância, onde seus clientes acabaram sendo expostos como potencial alvo de ataque nos computadores que estavam com o aplicativo instalado.

Microsoft libera versão oficial do Office 2016 para Mac

Citrix Workspace Cloud

Já está liberada pela Microsoft a versão oficial do Office 2016 para a linha de computadores Mac da Apple.

Em 16 idiomas e disponível em mais de 100 países, as novas versões do Word, Excel, Power Point, Outlook e OneNote já podem ser acessadas por enquanto para aqueles que possuem assinatura do Office 365, entretanto deve chegar em breve nas demais opções de licença de uso da suíte de aplicativos.
 
No caso da plataforma Windows, por incrível que pareça, a Microsoft ainda não liberou a versão final do Office 2016, inclusive sem data definida até o momento que provavelmente será anunciada com a chegada do novo sistema operacional Windows 10.
 
Dentre os novos recursos, destacam-se a conexão em nuvem e as ferramentas de compartilhamento que facilitarão o manuseio dos documentos com o trabalho em equipe, preservando sua integridade, independente se for acessado de um Mac, PC, smartphone, tablet ou online.
 
Quando comparado com a última versão 2011 para Mac, o novo Office 2016 disponibiliza milhares de modelos online, o texto e os elementos gráficos do documento são visualizados com extrema nitidez na tela de retina do Mac, e a navegação pelos documentos, planilhas e apresentações são baseados pelos gestos multitoque característicos da Apple, em tocar, rolar, fazer movimento de pinça e deslizar do jeito do usuário.
 
E por fim, o menu da faixa de opções, que é a tira exibida ao longo da parte superior do aplicativo que contém grupos de comandos, foi totalmente redesenhado, proporcionando uma organização mais intuitiva e localização ágil com a nova interface.

“Imposto da nuvem” começa a ser cobrado na cidade de Chicago, EUA

Imposto da nuvemNo início deste mês foi anunciado que a cidade de Chicago, nos Estados Unidos,  começará a cobrar uma taxa do município de 9% sobre serviços de entretenimento e computação em nuvem.
 
Sobre o entretenimento, o chamado “imposto da nuvem” incidirá no uso de aplicativos tais como Spotify, Netflix ou Apple Music, semelhante à taxa que hoje já é cobrada de quem vai a um show, teatro, cinema ou jogos esportivos oficiais.
 
No caso de serviços que envolvam provedores de ambientes computacionais em datacenters, esta taxa também será aplicada pela prefeitura de Chicago, associados à contratação de software como serviço (SaaS-Software as a Service), plataforma como serviço (PaaS-Platform as a Service) e infraestrutura como serviço (IaaS-Infrastructure as a Service), que acabará impactando em serviços de armazenamento em nuvem prestados por empresas como Amazon Web Services, Microsoft, Google dentre outras mais do mercado.
 
A estimativa de arrecadação do “imposto da nuvem” no primeiro ano será em torno de US$ 12 milhões, conforme divulgado pela prefeitura de Chicago, e inicialmente já repercute de forma negativa entre a população da cidade, onde a taxa será gerada para aqueles que utilizarão os serviços enquadrados com esse novo tributo a partir do registro em cadastro de seus endereços ou números de cartões de crédito.

Windows 7 segue como primeiro sistema operacional mais usado, e XP é ultrapassado pelo 8.1

windows7
Acaba de ser divulgado pela NetApplications, empresa de pesquisas e estatísticas sobre web, o relatório mais recente sobre o uso no mercado de sistema operacional, onde o Microsoft Windows XP acaba de ser ultrapassado pela versão 8.1, e o resultado do ranking mostrou que o Windows 7 manteve-se na frente com 60,98%, seguido do Windows 8.1 com 13,12%, e em terceiro lugar o XP com 11,98%, que no levantamento anterior estava colocado na segunda posição.

Esta tendência de queda no uso do XP é aguardada já há alguns anos pela Microsoft, que apesar de ser lenta, aponta finalmente que o parque de equipamentos começa a alcançar o objetivo da gigante do mercado: projetar a médio prazo o uso da próxima versão Windows 10.

Com o estudo concluiu-se que a parcela de diminuição do XP fez com que o uso do Windows 7 apresentasse um aumento em torno de 3,28% quando comparado com a pesquisa anterior, e uma parte dos usuários do Windows 8 não quis atualizar para a versão 8.1.

Por fim, a plataforma Apple que registrou um índice de uso em torno de 4,54% com o seu sistema operacional Mac OS X 10.10 manteve-se na dianteira do Windows 8 e do Vista, representados respectivamente com 2,9% e 1,62%.