Apple deixa a posição da empresa mais valiosa do mundo

empresa mais valiosa

A Alphabet, holding que foi criada pela Google para centralizar o controle sobre todos seus grupos de empresas, acaba de ultrapassar a Apple como a empresa mais valiosa do mundo na classificação denominada “Enterprise Value” (Valor da Empresa).

Nessa medida de valor, onde é feita a soma do resultado de todas as dívidas das empresas e a subtração do total em dinheiro considerado em caixa, a Apple demonstrou valer US$ 393 bilhões por apresentar uma previsão de queda expressiva nas vendas de iPhones ainda neste ano, e a Alphabet resultou em US$ 420 bilhões.

Em termos “Market Cap” (Capitalização de Mercado), outra medida de valor da empresa, a Apple mantém-se como a primeira do ranking com base no cálculo de multiplicar o número total de ações vendidas pela empresa pelo valor unitário de suas ações.

Por levar em conta mais variáveis, a “Enterprise Value” é reconhecida por alguns analistas ser mais precisa sobre o valor de uma empresa que o “Market Cap”.

Golpe pela internet solicita liberação de falsa remessa internacional

SRF

Na sexta-feira passada, 22/01, foi comunicado pela Receita Federal do Brasil um alerta referente a um novo golpe existente na internet através de e-mail e redes sociais, onde a vítima recebe uma mensagem de notificação de uma suposta encomenda internacional que teria ficado retida na alfândega e aguarda um depósito bancário para ser liberada.

O golpe inicia quando um desconhecido entra em contato direto com a vítima pelas redes de relacionamento na internet oferecendo alguma proposta de negócio, venda de produto, envio de remessa de dinheiro, entre outros.

Depois de várias conversas e obter confiança, o golpista começa a cobrar da vítima o pagamento como ‘despesas’ necessárias para o recebimento dessas ‘vantagens’, e aí segue depois com o envio de imagens falsas que comprovariam o envio da suposta encomenda após o pagamento inicial, e informa que a mercadoria ficou retida no porto ou aeroporto e a liberação da mesma depende de outros pagamentos como taxas, tarifas ou impostos.

Assim a Receita Federal orienta para não fazer qualquer pagamento para pessoas ou empresas desconhecidas em troca de supostas ‘facilidades’ na liberação de encomendas, bagagens ou cargas despachadas de outros países.  Caso tenha sido vítima desse golpe, o órgão do governo pede que seja feito contato imediatamente com as autoridades policiais.

Identificado vírus criado no Brasil que faz “sequestro” de arquivos

Malware_Ransomware

De acordo com especialistas da Kaspersky Labs, que produz soluções para proteção digital, em 2015 o Brasil foi o quarto país mais atacado pelo malware chamado ransomware, inclusive já foi identificada uma versão deste tipo de vírus desenvolvida por brasileiros com alvo principal as empresas locais.

Neste malware brasileiro foi utilizado o código Hidden Tear, que encontra-se publicado no GitHub, serviço de hospedagem em nuvem compartilhado, e depois de customizado foi propagado em sites populares e mascarado com uma suposta atualização do plugin Adobe Flash Player.

Ao executar o ransomware no computador, os arquivos salvos na área de trabalho do usuário são criptografados com o algoritmo AES 256 e recebem a extensão “.locked”, consequentemente a vítima fica impossibilitada de acessá-los. Na sequência da ação, o vírus dispara uma mensagem ao usuário com o comunicado do “sequestro” dos dados e aponta um link com a explicação que deve haver um acerto de pagamento para o resgate dos arquivos no valor de 2 mil reais através do Bitcoin – base de uso da moeda criptográfica.

Para que você esteja protegido contra este malware e evite contratempos, clique aqui para contatar a TND Brasil que é especialista em proteção digital, comercializa e implanta soluções da Kasperky na sua empresa.

Marca Motorola de aparelhos móveis deixará de existir

motorola

Durante a Consumer Electronics Show (CES) edição de 2016 em Las Vegas, maior evento de eletrônicos no mundo, Rick Osterloh, chefe de operações da Motorola, anunciou o fim da sua marca de aparelhos móveis, que será gradualmente substituída pelo nome “Moto” mantendo-se o emblemático ícone “M”.

Em 2014 a Lenovo comprou a divisão de smartphones Motorola por cerca de 2,91 bilhões de dólares, e agora inicia o processo de unificação da marca dos dispositivos para “Moto by Lenovo”, visando uma projeção de destaque no mercado de aparelhos móveis como estratégia de marketing.

Lembrando a tradição da marca, a Motorola lançou modelos de aparelhos que repercutiram com grande sucesso ao longo da sua história, destacando Startac, Razr e finalmente o Moto. O campeão de vendas foi o Razr V3 até ser superado em 2013 pelo Moto G que hoje já está na terceira geração.

Anunciado o primeiro roteador padrão 802.11ad

TP_LINK

A TP-Link anunciou na CES 2016 (“Consumer Electronics Show”), evento de tecnologia que acontece nesta semana na cidade americana de Las Vegas, o primeiro roteador Wi-Fi do mundo que dispõe o padrão de dados 802.11ad. Com o nome de TP-LINK Talon AD7200, o equipamento promete oferecer velocidade até três vezes maior que os dispositivos usados atualmente no mercado, suportando a melhor transmissão de arquivos de grandes volumes e vídeos com resolução de 4K.

Com este novo protocolo de transmissão Wi-Fi, o dispositivo combina as três frequências de 60 GHz, 2,4 GHz e 5 GHz, com uma taxa de transferência de dados que atinge até 7,2 Gigabits por segundo.

Contudo, o equipamento não foi projetado para atender grandes ambientes, é indicado para uso em áreas de menores dimensões, focando exclusivamente no melhor desempenho da velocidade com um curto alcance na transmissão. Ele faz, basicamente, a identificação da posição de um dispositivo conectado e direciona o sinal para o mesmo, com o objetivo de alcançar o melhor nível de qualidade na transmissão.

O roteador disponibiliza duas portas USB 3.0 e quatro gigabit ethernet, e segundo a TP-Link, será lançado ainda no primeiro semestre de 2016, porém até o momento não chegou a ser divulgado o valor de venda para o mercado.

Suporte da Microsoft para versões mais antigas do IE termina em 12/01/2016

Internet_Explorer

A partir do próximo 12 de janeiro de 2016, a Microsoft anunciou que não fornecerá mais atualizações de segurança ou suporte técnico para versões mais antigas 8, 9 e 10 do navegador Internet Explorer.

Atualizações de segurança do navegador atenuam vulnerabilidades que podem ser exploradas por malwares, spywares e outros softwares mal-intencionados, e assim protegem de roubos ou danos sobre os dados dos usuários.

Por deixar de receber as atualizações de segurança, as versões antigas do IE colocarão em risco o computador, e a tendência é que os usuários migrem para o Internet Explorer 11, última versão do IE, sobretudo por continuar a receber por mais algum tempo as atualizações de segurança, correções de compatibilidade e suporte técnico nos sistemas operacionais Windows 7, Windows 8.1 e Windows 10.

Este anúncio beneficia diretamente os desenvolvedores de sistemas e aplicativos em deixar de se preocupar na manutenção de versões compatíveis com os IE’s mais antigos.