Xtra-PC: longevidade da sua máquina antiga

Xtra-pc longevidade de sua maquina

Muitas pessoas ainda utilizam aquele computador velhinho que apesar do tempo e da tecnologia estar ultrapassada, não troca por nada. E a novidade para estes usuários é de poder otimizar o desempenho da máquina para estender a vida funcional dela através do lançamento do chamado Xtra-PC.

Trata-se de uma ferramenta que potencializa o desempenho do seu computador antigo, tudo dentro de um pendrive com interface Linux.

O uso do Xtra-PC é simples: você precisa apenas de uma porta USB disponível para conectá-lo e começar a usar os serviços que prometem agilizar o funcionamento do seu computador.

O acesso aos recursos de mídia, rede, edição de arquivos, não dependem mais do Windows para serem executados.

Pró e Contras

A solução é interessante e pode dar vida extra ao seu computador limitado. Apesar disso, não difere muito de qualquer base Linux livre de programação que você pode adquirir em seu computador.

A parte boa é que dentro do pendrive existem opções acessíveis para pessoas que necessitam de algo funcional e simples. Promete atender todos os tipos de hardwares, garantindo que os computadores antigos realmente alcancem melhor desempenho, o que nas versões tradicionais do Linux é mais difícil de fazer.

Como escolher a melhor versão?

Na hora de escolher o seu Xtra-PC é preciso considerar os tamanhos disponíveis de acordo com a porta USB. Por exemplo: os maiores são de 64 e 128 GB compatíveis com a versão USB 3.0, tornando a otimização mais percebida, ou seja, vai além de funções básicas como abrir e-mail ou interagir com redes sociais, e os preços são US$ 49,99 e US$ 79,99 respectivamente.

Já nas versões de 8 e 16 GB por serem muito menor quando comparado com as maiores, talvez não ofereça a capacidade que você deseja e acabam sendo lentas, os preços são de US$ 24,99 e US$ 34,99.

Ao invés de trocar de computador, avalie o melhor desempenho do Xtra-PC, conforme custo e benefícios das suas necessidades.

Microsoft divulga que Paint será atualizado

Paint será atualizado no Windows

Para felicidade dos usuários que desejam traçar os primeiros passos na arte tridimensional, a Microsoft está revolucionando, pela primeira vez, o aplicativo de desenho Paint que existe desde 1980.

Àqueles que não se recordam da ferramenta, ela possui um aspecto de tela em branco, dando algumas opções de cores e formatos para criação, algo realmente básico e, tradicionalmente, comparado a um App voltado para crianças.

Em outubro passado, a Microsoft disponibilizou a versão de teste chamada Paint 3D Preview para computadores com o sistema operacional Windows 10, onde os usuários que conseguiram baixar através do site Windows Inside conheceram como realmente a atualização mudou radicalmente todas as funções.

O que realmente muda?

No novo App existe uma variedade de pincéis e instrumentos artísticos que trazem suporte para inventividade de qualquer desenho. Agora é possível dar vida aos bichos estranhos ou se inspirar em um universo novo.

Se você não sabe mexer, por exemplo, no AutoCad, mas sonha chegar a esse nível de criação, o novo aplicativo se assemelha as funções básicas do software de computação gráfica. Nele você também poderá elaborar peças, ambientes e detalhes em outra dimensão.

Até a versão atual só era permitido produzir com o mouse, o que dificultava os traços firmes. Com a atualização, será possível criar com o seu próprio toque, desde que se tenha o “touch screen”, ou com a caneta Stylus, que possibilita a interação com os monitores de vídeo.

Quando chega ao mercado?

O Paint 3D está em fase de avaliação e até o momento ainda não possui data para lançamento oficial. Especula-se que a edição fique disponível na próxima atualização do Windows, em meados de 2017, porém não se sabe ao certo. Muitas pessoas que experimentaram a nova ferramenta relataram que ela possui limitações.

Em maio desse ano algumas imagens do Paint 3D vazaram na internet e comparado à versão disponível para teste a evolução foi grande. Pode ser que até o dia da liberação da versão final tais limitações tenham sido reduzidas, ficamos no aguardo.

Google Drive deixará de atender o Windows XP e Vista

Google Drive deixara XP e Vista

O ano de 2017 promete muitas mudanças, ao começar no 1º dia, onde o Google encerrará oficialmente o suporte para versão desktop do seu aplicativo Google Drive de armazenamento na nuvem para os computadores com sistema operacional Microsoft Windows XP e Vista.

Isso também já ocorreu em abril de 2016 com o concorrente Dropbox, que descontinuou o serviço para essas versões mais antigas do sistema operacional da Microsoft.

E agora o que fazer?

Se você possui o XP ou Vista pode trocar de máquina e desfrutar alguns prazeres de uma tecnologia mais atual. Mas se esse não é o seu caso, fique tranquilo, apesar de não oferecer estrutura a partir do ano que vem o Google não desabilitará a ferramenta do Drive, desde que você já possua o aplicativo instalado em sua máquina para continuar usando o software.

Outra opção é acessar pela versão web, se o seu navegador suportar essa condição. Mais uma possibilidade: procurar outras ferramentas que se equiparem ao Google Drive.

Você é organizado?

Então como última medida, pode utilizar um pendrive e transferir seus dados, pelo menos até achar algum modelo online que seja compatível à sua máquina, assim você não perderá seus principais arquivos.

O que isso prejudica?

Continuar usando o Google Drive no Windows XP ou no Vista passará a ter um alto risco de vulnerabilidade, tudo isso porque a partir do prazo divulgado pelo Google, o aplicativo não será mais testado ou mantido, ou seja, qualquer erro de operação e falhas de segurança não serão mais corrigidos.

Portanto não serão mais disponibilizados patches para resoluções de problemas como inibir possíveis brechas de ataques de hackers.

Você precisa sempre ter um bom antivírus para estar protegido, a TND Brasil pode lhe ajudar com a melhor solução.

Surface Studio é o computador tudo em um da Microsoft

Surface Studio Criação 2

A Microsoft anunciou no final de outubro o lançamento do Surface Studio, o primeiro all-in-one – o tudo em um – da criadora Windows, que está chamando atenção do mundo pelo seu tablet híbrido junto com as funções operacionais do computador.

O PC all-in-on é uma máquina sem gabinetes, ou seja, o HD, a memória, processador, drive e tudo que engloba um PC estão embutidos no monitor.

Com design minimalista, o desktop foi projetado para o processo criativo, onde é possível trabalhar na posição vertical, modo desktop, ou deitado, modo Studio. A versatilidade traz a semelhança de uma folha de papel, possibilitando desenhar, visualizar e desenvolver qualquer ideia em qualquer ângulo.

Surface Studio Criação

Surface Dial

Outra ferramenta que compõe esse lançamento é o aparato Surface Dial, um apetrecho circular que pode ser usada na tela do Studio para exibir uma nova gama de opções na interface.

O produto está previsto para chegar ao mercado em dezembro desse ano. Para o Brasil ainda não tem previsão de venda. O preço inicial é de 2,999 dólares, equivalente a R$9.300,00, podendo aumentar conforme o nível do processador.

Atualização Windows 10

Para acompanhar o novo lançamento, está prevista para o primeiro semestre de 2017 a atualização do Windows 10, para conseguir melhorar a experiência de realidade virtual, ferramentas na criação 3D e incrementar a HoloLens, que é uma base que trabalha com hologramas para interpretar vozes e gestos.

‘True Scale’ é um recurso que possibilita visualizar as criações em tamanho real, muito útil para o público alvo, que também faz parte das funções do Surface Studio.

Os produtos prometem aquecer o mercado de criadores e competir diretamente com a Apple que já desenvolveu computadores all-in-one.

Ficha técnica do Surface Studio:

  • Tela: 28 polegadas;
  • Toque: Touch screen e caneta Surface Pen;
  • Resolução: 4500 x 3000 pixels;
  • Processador: Intel Core i5 e i7;
  • Placa de vídeo: GeForce GTX 965M;
  • Memória: 8 GB RAM;
  • Armazenamento: até 2 TB.