Usuários compartilham seus dispositivos sem tomar precauções

Segurança na internet

Segundo pesquisa da B2B Internacional em conjunto com a Kaspersky Lab, 32% dos entrevistados que utilizam dispositivos habilitados para uso na internet, compartilhados com terceiros, não tomam os devidos cuidados para proteger suas informações.

A pesquisa mostra que de cada 3 entrevistados, 1 compartilha seus dispositivos na residência. Dispondo de computador, smartphone ou tablet com acesso à internet, 28% dos entrevistados dividem seus dispositivos com outros adultos, 5% com crianças e cerca de 1% com amigos ou outros conhecidos.

O risco de cair em um golpe cibercriminoso cresce à medida que aumenta o número de compartilhamento de um mesmo dispositivo, contudo a pesquisa aponta que 32% dos entrevistados acreditam que o compartilhamento não traga riscos que resultem em roubo ou perda de dados, 33% costumam fazer cópia de segurança de dados importantes, 32% utilizam senha como proteção e 22% evitam armazenar informações importantes nos dispositivos.

Para Peter Aleshkin, Gerente de Marketing para consumidores dos mercados emergentes da Kaspersky Lab, compartilhar dispositivos aumenta o risco de infecção por malware que pode ocasionar perda de dados e roubo de contas, e dá algumas dicas para se proteger, tais como: fazer backup sempre, excluir informações importantes que não devem cair em mãos erradas (desativar o preenchimento automático e restringir o direito de acesso dos usuários), e principalmente, instalar programas confiáveis que ofereçam proteção.

Novo Bluetooth 4.2 traz mais segurança, maior velocidade e menos consumo de energia

Nova Tecnologia

Foi divulgado nesta semana a nova versão 4.2 do Bluetooth pela organização Bluetooth Special Interest Group, responsável pelo desenvolvimento deste padrão de conexão, com foco na tendência do mercado da Internet das Coisas bem como nos novos dispositivos lançados no mercado.

Esta nova versão do Bluetooth oferece um aumento na segurança e melhor desempenho na transferência de dados, sendo capaz de lidar com arquivos de tamanho 10 vezes superior e transferi-los com velocidade até 2.5 vezes maior quando comparados com a versão anterior.

A maior eficiência na transferência de dados resultará em um consumo de energia menor, destaque importante para os dispositivos vestíveis. Geralmente os aparelhos usam o Bluetooth de forma primária para se conectar com outros equipamentos, e devido suas baterias serem compactas, o alto consumo de energia está sendo um dos principais empecilhos para estes dispositivos.

A compatibilidade de padrões de conexão IP com a internet também aumentou para o IPv6/6LoWPAN, além da possibilidade do uso da criptografia, que aumenta a segurança na troca de dados entre os aparelhos.

A previsão é que esta nova tecnologia chegará ao mercado no segundo trimestre de 2015, com alguns recursos disponíveis somente em novos dispositivos, mesmo considerando-se o princípio de se manter a compatibilidade nos aparelhos com Bluetooth de versões anteriores.

Novo cartão SD de memória de 512 GB

sandisk

Anunciado hoje pela SanDisk, fabricante de cartões de memória e pen-drives, o novo cartão SD (Secure Digital) de memória no evento IBC 2014 (International Broadcasting Convention) voltado aos profissionais envolvidos na criação, gerenciamento e entrega de entretenimento e notícias de conteúdo em todo o mundo, que acontece em Amsterdã, Holanda.

Com o nome de SanDisk Extreme PRO SDXC UHS-I, este novo cartão de memória possui 512 GB de espaço, maior capacidade de armazenamento lançada até o momento de acordo com a empresa, e mesmo tamanho físico comparado ao cartão SD de 512 MB lançado há 11 anos atrás.

O produto foi desenvolvido para uso na geração de fotos no modo sequencial de alta velocidade, bem como para gravação em câmeras de vídeo com a resolução de imagem Full HD (1920×1080 pixels) e 4K (novo formato chamado de Ultra HD, com vídeos na proporção de 3840×2160 pixels).

Um minuto de vídeo de 4K pode ocupar cerca de 5 GB de espaço, o que permite gravar até duas horas no cartão.

Com velocidade de gravação de até 90 MB/s e de transferência de até 95 MB/s, o novo cartão foi projetado a suportar choques por batidas e quedas, emissão de ondas de raio X, temperaturas extremas entre 25ºC até 85ºC e à prova d’água.

A pré-venda do produto já está disponível nos Estados Unidos no valor de US$ 799,99 com previsão de entrega a partir de 15 de outubro próximo.

Cidade de São Paulo ganha ônibus com rede Wi-Fi

wi-fi

No início deste mês de setembro, a capital paulista teve uma novidade: ganhou seus primeiros ônibus que disponibilizam o sinal de rede sem fio (Wi-Fi) para os passageiros.

Foram lançados vinte novos veículos na cidade de São Paulo, além do Wi-Fi, todos eles vêm equipados com câmeras de monitoramento, ar-condicionado e um sistema para evitar fraudes no bilhete único.

O prefeito da cidade, Fernando Haddad, considera que com o uso de faixas exclusivas acrescentado ao Wi-Fi e ar-condicionado resultará em um ambiente mais favorável ao transporte público com qualidade e rapidez durante as viagens, proporcionando à população se sentir cada vez melhor ao utilizar os ônibus.

Os novos carros chamados de superarticulados são maiores com os que estamos habituados, e no momento o itinerário de circulação deles será em corredores e faixas exclusivas entre o Terminal Campo Limpo e Paraíso.

Estão sendo produzidos outros dez para circular na zona sul da capital nos bairros Sacomã e Vila Prudente, além de mais duzentos encomendados pela  SPTrans (São Paulo Transporte), responsável pela gestão do sistema de transporte público por ônibus em São Paulo.

Mobilidade tem recorde no tráfego de dados

O mundo está conectado em diferente plataformas móveis por meio de dispositivos variados que permitem disponibilizar ferramentas, mecanismos e tecnologia para todos os consumidores que buscam usufruir por tais benefícios.

Com o surgimento das modalidades de conexão de banda larga de internet móvel 3G e 4G, além de dispositivos móveis que permitem acesso em qualquer lugar, o mundo passou em 2013 pelo maior nível de tráfego de dados já identificado na web móvel.

O consumo de exabytes (equivalente a um bilhão de gigabytes) na internet móvel atingiu proporções extraordinárias, alcançando valores mensais de 1,5 exabytes de dados que transitaram pelas torres e antenas de telefonia celular e representa um aumento médio de 81% comparado a 2012.

Para surpresa de todos, ainda é possível afirmar que o volume de tráfego de dados móvel total do ano passado chegou a ser dezoito vezes maior com o que foi transferido pela internet em 2000.

A tendência da internet móvel é atingir volume de transferência de dados previstos para 2018 em torno de 15,9 exabytes, número onze vezes maior do que de 2013.

Este crescimento deve ocorrer pela popularização dos dispositivos móveis com acesso a internet que de acordo com estudos superará neste ano o número de habitantes de todo o planeta, onde os smartphones já representam em torno de 21% do total de aparelhos eletrônicos com conexão web, formando assim 88% do tráfego de dados gerados por visualização de conteúdos e ações por seus usuários.

Em países que destacam com os maiores tráfegos mensais médios por usuário são: Japão 1,87 GB, EUA 1,41 GB e Coreia do Sul 1,25 GB.

As projeções para o tráfego de dados móveis no Brasil indicam crescimento de onze vezes entre 2013 e 2018, ampliando sua participação de 2% para 13% no tráfego total das operadoras de telefonia celular.

A velocidade média de conexão mundial passou de 526 Kbps em 2012 para 1.387 Kbps em 2013. Projeções para 2018 apontam que com o a difusão da banda móvel 4G, a velocidade média de tráfego pela internet móvel em todo mundo será de 2.500 Kbps, ou seja, o dobro quando comparada com a de 2013.

Citrix adquire a Framehawk para otimização em dispositivos móveis

A área de tecnologia da informação está em constante evolução com diferentes lançamentos, assim várias empresas encontram a oportunidade perfeita para investirem no meio e aprimorarem seus produtos e serviços.

Na onda de aquisições de empresas, a Citrix concretizou a compra da Framehawk,  que desenvolve soluções para otimizar a distribuição de aplicativos em dispositivos móveis, e decidiu-se que os colaboradores da administração e engenharia da Framehawk passarão a atuar na divisão de Empresas e Provedores de Serviços da Citrix.

Com esta aquisição, a solução da Framehawk será integrada com a tecnologia conhecida como HDX presente em produtos da Citrix como XenApp e XenDesktop,  melhorando a experiência do usuário com conexão de internet via banda larga de celular ou sem fio (Wi-Fi) em condições de intermitências e baixa qualidade por perda de muitos pacotes ou alta latência.

Desta forma, deverá consolidar ainda mais a liderança da Citrix em virtualização de aplicativos e desktops com base no mercado em forte expansão no uso de smartphones e tablets, e permitirá que os colaboradores acessem seus recursos corporativos a qualquer hora e em qualquer lugar, com a mesma experiência de trabalhar dentro do próprio escritório.