Neutralidade da rede – O que é e como afeta sua vida

neutralidadeRecentemente, a neutralidade da rede deu o que falar em todo o mundo. Isso porque o Congresso dos Estados Unidos optou por suspender a vigência desse princípio em vigor desde 2015. O resultado da decisão foi muita polêmica e colocou provedores de internet a favor da desregulamentação e organizações defensoras dos direitos dos usuários, que são contra, em pé de guerra. Mas, você sabe realmente o que é a neutralidade da rede e como ela afeta a sua vida? Saiba tudo aqui!

O que é a neutralidade da rede?

Estudiosos dos campos da comunicação e das ciências sociais são praticamente unânimes em afirmar que o acesso à internet é uma das principais ferramentas de liberdade de expressão da atualidade. Esse é o pilar que sustenta a neutralidade da rede. Ela prega que o acesso a todos os conteúdos da rede deve ser de forma igualitária, com a mesma velocidade e qualidade de sinal. O objetivo é evitar que determinados conteúdos sejam preteridos em detrimento de outros.

No Brasil, esse princípio foi estabelecido pelo Marco Civil da Internet, aprovado em 2014. A lei afirma que a internet faz parte do rol de serviços essenciais, tal como o fornecimento de água ou eletricidade. Portanto, ele não pode ser manipulado com vistas a benefícios particulares.

A única ressalva é quanto a serviços governamentais e sobre situações de emergência, como desastres naturais. Nesses casos, o texto permite que esses conteúdos tenham preferência de acesso, já que se trataria de questões de interesse público.

Por que a neutralidade da rede é importante?

Sob o ponto de vista de diversos organismos internacionais, como a Organização das Nações Unidas (ONU), o acesso à informação está diretamente ligado ao exercício da cidadania.

Como vivemos em uma era digital, é praticamente impossível imaginar a comunicação sem a internet. Portanto, entende-se que a ausência da neutralidade da rede impediria os internautas de exercerem esse direito humano básico.

É por isso que, no Brasil, há outras iniciativas além do Marco Civil da Internet que visam facilitar o exercício desse direito: é o caso da Lei de Acesso à Informação. Sancionada em 2011, ela regula o modo com os cidadãos podem requerer o acesso a dados referentes ao trabalho do poder público – boa parte do processo, inclusive, é feita pela internet, por meio do Portal da Transparência.

Como a neutralidade da rede afeta a minha vida?

A neutralidade da rede está mais presente em seu dia a dia do que você imagina. Graças a ela, seu provedor de internet fica vedado de facilitar ou dificultar o acesso a determinadas páginas. Afinal, isso poderia ser usado de modo a beneficiar determinadas ideologias ou grupos, o que vai contra o princípio da internet como serviço público. Além disso, isso possibilitaria o desenvolvimento e a venda de soluções a sites que quisessem minar o desempenho dos concorrentes.

Ou seja: caso o princípio da neutralidade da rede não existisse, você se informaria de um modo muito diferente. É provável que você não tivesse pleno acesso a determinadas páginas, enquanto a visualização de outros conteúdos seria deliberadamente facilitada.

Em busca de soluções de tecnologia para a sua empresa? Fale com a gente e peça um orçamento sem compromisso! Somos referência no segmento de consultoria e desenvolvimento de soluções de Tecnologia da Informação.

www.tndbrasil.com.br/contato-tnd/

Telefone: (11) 3717-5537

E-mail: contato@tndbrasil.com.br

Fraude através de boletos bancários cobra multa falsa de trânsito

Segurança TND

De acordo com uma recente descoberta dos analistas da Kaspersky Lab, empresa de segurança e proteção digital, cibercriminosos no Brasil estão enviando pelos Correios boletos bancários fraudulentos para roubar dinheiro dos motoristas de veículos como se fossem infrações reais cometidas no trânsito.

Utilizando uma cópia da base de dados do Departamento Estadual de Trânsito (DETRAN), que hoje chega até ser vendida em websites, os golpistas geram as multas falsas com dados íntegros dos proprietários tais como nome e endereço completo, e em alguns casos até publicam no boleto a foto do veículo para representar o documento com a maior veracidade possível.

A Kaspersky Lab informou que o volume de tentativas sobre este golpe tem crescido anualmente, e assim fez com que a maioria dos sites do DETRAN de cada estado brasileiro divulgasse alertas e orientações à população sobre os riscos e precauções a serem tomados.

Para que você não acabe sendo vítima deste golpe, deve-se considerar que nenhum órgão de trânsito brasileiro envia multas através de correio eletrônico (e-mail), ignorar qualquer mensagem sobre este assunto, inclusive nunca clique em link ou anexo no corpo do e-mail.

Além disso, caso receba uma multa de trânsito pelos Correios, todos os campos do documento devem ser checados e conciliados com o site do Detran de sua localidade através do número da placa e RENAVAM do seu veículo, que é o Registro Nacional de Veículos Automotores.

Por fim, mantenha uma proteção sobre os dados armazenados em seu computador ou dispositivo eletrônico contra trojans, pois os mesmos trazem risco de captura de todos os tipos de informações tais como a CNH (Carteira Nacional de Habilitação), Registro de Veículos, CPF, RG, entre outros, quando digitalizados e salvados no equipamento do usuário.

A TND Brasil pode lhe ajudar em evitar estes tipos de golpes, clique aqui e contate agora mesmo para saber mais sobre as soluções de segurança e proteção de seus dados armazenados em qualquer dispositivo eletrônico.

Aplicativo Checkplaca atinge seu primeiro milhão de downloads

CheckPlaca

O Checkplaca, aplicativo para dispositivos móveis do módulo do sistema Sinesp Cidadão (que faz parte do Sistema Nacional de Segurança Pública, a maior plataforma tecnológica sobre segurança pública do país), ultrapassou a marca de um milhão de pessoas que já baixaram o produto.

Por meio de dispositivos móveis (desde dezembro de 2013 nas versões Android e iOS e recentemente BlackBerry e Windows Phone), o aplicativo Checkplaca disponibiliza a qualquer pessoa consultar via internet informações sobre a situação de determinado veículo se consta como roubado, furtado ou clonado em todo o território nacional.

O Serpro, Serviço Federal de Processamento de Dados, responsável pelo desenvolvimento do Sinesp Cidadão, afirma que já foram realizadas mais de 25 milhões de consultas com mais de 33 mil veículos recuperados através do auxílio do banco de dados e ações policiais.

Com disponibilidade 24×7, a consulta de veículo pode ser feita no próprio website do Sinesp (https://www.sinesp.gov.br/sinesp-cidadao) com opção de fazer o download das lojas Google Play e App Store e instalar o aplicativo Checkplaca em seu dispositivo móvel.

De acordo com Louise Silva das Neves, coordenadora de negócio para soluções de segurança pública da Superintendência de Administração Financeira, “As melhorias são sempre agregadas ao produto, baseadas nos comentários feitos pelos cidadãos. Novas possibilidades de aperfeiçoamento também são testadas pela equipe do Serpro para o aprimoramento do aplicativo com a aprovação da Secretaria Nacional de Segurança Pública”.

As informações disponíveis no resultado da consulta até o momento são:

  • Situação do Veículo: Legal ou Não;
  • Descrição do Veículo (Marca, modelo, ano fabricação/ano modelo, cor);
  • Local de origem (Município/Estado);
  • Parte da numeração do Chassi;
  • Alerta de não aproximação do veículo em casos de furto ou roubo.

 

VMware flexibiliza entrega de desktop na nuvem

Desktop na Nuvem

A VMware lança no mercado um serviço inovador para o mercado de desktop baseado em nuvem: o  VMware Horizon DaaS.

Pioneira solução de desktop como serviço (DaaS, do inglês Desktop as a Service) híbrido, o VMware Horizon DaaS é capaz de combinar desktops em nuvens públicas e instalados fisicamente na empresa com desktops em nuvens privadas com o VMware Horizon View, que integra e simplifica o gerenciamento sobre ambientes em nuvem distintos.

Desta forma, o serviço permite que a equipe de tecnologia da informação provisione, instale e gerencie aplicações completas na plataforma Microsoft Windows com alta qualidade, viabilizando a mobilidade corporativa para os usuários finais acessarem através da nuvem de qualquer lugar em desktops ou laptops (PC ou Mac), thin clients, bem como Apple iOS e Google Android para tablets, Chromebooks e demais dispositivos móveis.

O VMware Horizon DaaS foi baseado na plataforma VMware vCloud Hybrid Service, que possibilita aos clientes ampliarem as mesmas aplicações, redes, operações, gerenciamento e ferramentas dentro ou fora da empresa, como também ampliar o seu data center de maneira simplificada na nuvem e instalar aplicações híbridas adicionais paralelamente ao seu ambiente de desktop híbrido.

Em se tratando de investimento, o custo total de propriedade apresenta resultado significativamente reduzido em função da diminuição da sobrecarga operacional e desembolso inicial.

Serviço de armazenamento na nuvem da Microsoft chama-se agora OneDrive

OneDrive

Na última quarta-feira, 19/02, a Microsoft anunciou a mudança do nome de seu serviço de armazenamento na nuvem: de SkyDrive para OneDrive. Segundo a empresa, com esta alteração, os arquivos já armazenados não serão afetados, apenas o endereço de acesso para se conectar ao serviço será alterado para www.onedrive.com.

A mudança de nome se deve a uma ação judicial que a TV britânica British Sky Broadcasting Group (BSkyB) proprietária das marcas Sky One, Sky Sports e Sky Movies vem movendo contra a Microsoft desde junho de 2013.

A justiça decidiu que a Microsoft deveria trocar o nome de seu serviço ou acordar uma licença com a BSkyB. Os termos financeiros que envolviam a sentença não foram divulgados e a Microsoft afirmou que não recorreria da decisão.

Para a Microsoft que decidiu pela mudança do nome, vem ao encontro com a expectativa de futuro que a empresa projeta para os seus produtos.

A opção pelo nome OneDrive direciona para o mais recente videogame Xbox One com a finalidade de centralizar o entretenimento doméstico, onde grava vídeos dos jogos e reproduz conteúdos armazenados na nuvem pelo usuário.

O OneDrive encontra-se disponível e integra equipamentos como smartphone,  tablet, Xbox e PC, embora nas plataformas Xbox 360 e Xbox One a mudança do nome se dará nas atualizações seguintes que são esperadas para o próximo mês de março, e para o Windows 8 não há previsão e o serviço se mantém como SkyDrive.

Segundo a Microsoft, o novo serviço disponibiliza backup automático de fotos a partir de dispositivos Android e facilidades no compartilhamento de vídeos e imagens. Na condição de indicar amigos, há possibilidade de expandir o espaço de armazenamento em até 5 GB adicional sobre 7 GB que já é disponibilizado gratuitamente, sendo 500 MB para cada um que for indicado. Haverá também espaço de 3 GB extras para usuários que utilizarem o recurso de backup automático de fotos.

Aos que necessitarem de volumes maiores de armazenamento, são oferecidos planos mensais com pacotes de espaço de 50, 100, 200 e 500 GB e custos respectivamente de R$ 12, R$ 19, R$ 28 e R$ 56 por mês.