Descubra o que é Big Data e suas funções!

Foto de Descubra o que é Big Data e suas funções!

O universo da tecnologia da informação está sempre crescendo e trazendo novas tendências e ferramentas de trabalho. Neste sentido, surge o chamado Big Data, um conceito muito importante na área e que por isso, precisa ser abordado com riqueza de detalhes.

Hoje, esclarecemos as suas principais dúvidas acerca do assunto. Acompanhe nosso conteúdo e confira!

Mas afinal, o que é Big Data?

Big Data, em sua tradução literal, significa “grande arquivo”. Ou seja, trata-se de uma série de ferramentas que auxiliam nos momentos em que é necessário a análise ou a interpretação de uma grande quantidade de dados e tipos.

Esta solução permite que o profissional de tecnologia de informação trabalhe com muito mais velocidade e eficiência com informações não-estruturadas.

O que são informações não-estruturadas?

Informações não estruturadas ou dados não-estruturados podem ser definidos como dados que não possuem uma relação uns com os outros, ou que também não têm uma estrutura definida.

Podemos entender como dado não estruturado qualquer post feito pelo Facebook, fotos e vídeos, histórias no Instagram, tweets, dados sobre localização ou outro que aponte um comportamento do usuário.

Quais as funções do Big Data?

Dados surgem aos milhões a cada minuto, são muitas informações de todos os tipos em uma quantidade exorbitante, o que torna muito difícil realizar uma análise ou interpretação de forma rápida, prática e eficiente. É neste momento em que o Big data se faz necessário.

O conjunto de ferramentas, bancos de dados mais extensos e outras estratégias permite que seja possível trabalhar com todo este volume de informação com velocidade e eficiência.

As ferramentas de Big Data são bastante utilizadas para a criação de estratégias de marketing. Elas permitem que o trabalho seja mais produtivo, com menor custo e com decisões mais inteligentes.

Também são muito aplicadas para entender o comportamento do consumidor e oferecer a ele soluções personalizadas de acordo com o que escolhe consumir dentro de uma plataforma. Um grande exemplo está nas sugestões feitas em aplicativos como Netflix e Spotify que são baseadas naquilo que costumamos ver ou ouvir.

Cada escolha de filme, série, álbum ou até mesmo playlist gera dados, que quando analisados formam um perfil de usuário que oferece aquilo que queremos sem que precisemos pedir.

A mesma lógica costuma ser utilizada com dados gerados em pesquisas do Google ou sobre produtos que auxiliam na escolha dos anúncios que iremos receber.

Para saber mais sobre as melhores soluções em Tecnologia da Informação, como manter-se protegido de ameaças virtuais e obter o melhor suporte de internet para a sua empresa, venha nos conhecer.

 

Tecnologia na terceira idade surpreende!

Foto de Tecnologia na terceira idade surpreende!

 

Se você acha que utilizar aplicativos, realizar compras online e ler as notícias através das telinhas é coisa da juventude, saiba que está muito enganado! A tecnologia na terceira idade surge para demonstrar que o ser humano é completamente adaptável e que a inovação pode sim auxiliar na qualidade de vida dos idosos.

Os dispositivos digitais são acessíveis para as diferentes faixas etárias, contando inclusive com opções específicas para pessoas de idade mais avançada. O fim dos estereótipos está chegando, afinal, os vovôs e vovós já provaram o seu domínio quando o assunto é o universo virtual.

Quais os benefícios da tecnologia na terceira idade?

Existem diversos fatores que apontam o uso da tecnologia na terceira idade como uma vantagem. Listamos alguns dos principais, veja:

  • Independência: utilizando a tecnologia, idosos podem realizar diversas ações sem a necessidade de terceiros, como pagamentos bancários, compras pela internet, inscrição em cursos, acompanhamento de resultados médicos, entre outros.
  • Socialização: através do mundo digital, é possível que idosos criem a sua própria rede de amigos – estando em conexão com conhecidos de longa data – e mantenham-se atualizados sobre todas as novidades, o que gera um maior senso de pertencimento e integração, evitando o desenvolvimento da depressão, por exemplo.
  • Incentivo cognitivo: o uso da tecnologia pode funcionar como um estímulo cerebral, ajudando na manutenção da memória e na melhora da qualidade de vida através do aprendizado de novas atividades.

O uso é sempre saudável?

Tudo depende da quantidade de tempo gasto em contato com os dispositivos e de quais são os endereços de acesso. É importante lembrar que a internet é um terreno gigantesco, no qual existem conteúdos positivos e negativos – assim como no mundo real.

Por isso, é essencial que o idoso seja incentivado a utilizar a internet sempre com consciência e cuidado, dentro dos limites necessários, para que o contato não se torne prejudicial, originando novos problemas.

Se você é uma pessoa idosa em busca do uso da tecnologia na terceira idade, saiba que nós apoiamos a sua evolução! E caso você esteja pensando em incentivar o contato de um idoso com os dispositivos digitais, lembre-se de ser paciente e de observar a forma como esse hábito se desenvolve.

A TND Brasil é a favor da tecnologia em todas as idades!

 

Machine Learning: entenda o conceito

 

Você sabe qual a importância do machine learning (em português, aprendizado de máquina) para a tecnologia? Essa técnica permite a análise de dados e torna automática a criação de modelos analíticos.

Parece surreal, mas esse método provou a teoria de que as máquinas podem aprender com dados, levando a Inteligência Artificial (IA) para outro patamar. Vale lembrar que tal capacidade depende minimamente da intervenção humana, o que significa que a ideia de que as máquinas podem alcançar resultados por si mesmas é mais uma vez reforçada.

Machine learning na prática

Com o avanço dos dispositivos, a aplicação do machine learning torna-se cada vez mais corriqueira. Podemos citar como exemplos da existência desse método as sugestões de músicas em aplicativos como o Deezer e o Spotify, e as indicações de filmes da Netflix.

Essas são formas simples através das quais as máquinas demonstram que podem assimilar dados complexos e aplicá-los com facilidade.

Quer mais um exemplo sobre como isso funciona? Certamente, você já recebeu recomendações de compras de empresas como a Amazon. Pois é, a essência do machine learning chegou ao seu dia a dia.

Um passo largo e muito relevante

O desenvolvimento e a aplicação do machine learning significaram um passo extremamente relevante em termos de descobertas tecnológicas. Com este conceito, a compreensão sobre as habilidades das máquinas foi renovada, os limites foram expandidos e com isso, fomos levados até o pensamento de que não podemos prever quais os próximos avanços que a tecnologia alcançará.

É o processamento de dados acontecendo com muito mais eficiência, rapidez e assertividade. As máquinas são capazes de lidar não apenas com um grande volume de informações, mas com conteúdos complexos, que exigem inteligência avançada – e não necessariamente humana.

Inteligência artificial e machine learning

Quando o aprendizado de máquinas entra em discussão, é importante reforçamos o fato de que existe uma diferença clara entre a Inteligência Artificial e este conceito.

Sobre isso, a IA é um campo abrangente que busca reproduzir a capacidade do ser humano de pensar.

Já o machine learning pode ser entendido como um segmento que existe dentro da área de IA, visando otimizar as capacidades adquiridas por máquinas e promover ainda mais avanços dentro do ambiente tecnológico.

Como parceira Microsoft, a TND Brasil pode lhe indicar o serviço em nuvem totalmente gerenciado que permite compilar, implantar em alguns cliques e compartilhar soluções de análise preditiva com facilidade: o Azure Machine Learning.

Acessado de qualquer dispositivo, em qualquer lugar, usando qualquer fonte de dados, o Azure Machine Learning é desenvolvido para aprendizado de máquina aplicado, baseado nos melhores algoritmos da classe e com uma interface pautada no modelo “arrastar e soltar”.

 

Afinal, como surgiu a computação?

 

O mundo da tecnologia nos impacta com surpresas em nosso dia a dia. Estamos nos acostumando com as facilidades proporcionadas, e por isso, raramente paramos para nos perguntar como foi que tudo começou. Neste sentido, o surgimento da computação foi um grande marco.

Hoje, queremos levar você de volta para a origem. A história da computação é realmente admirável e possui detalhes incríveis para todos os apaixonados por inovação, assim como nós.

A palavra computação é originada no vocábulo computatio, do idioma latim. Este termo expressa o direcionamento para conta ou cálculo, e geralmente é usado como sinônimo quando falamos sobre informática (do francês informatique). Por isso, podemos dizer que a computação é uma integração entre os saberes científicos e os seus métodos.

Continue realizando a leitura e entenda um pouco mais sobre como tudo começou.

O Ábaco

O Ábaco é o mais antigo instrumento utilizado para fins computacionais. Trata-se de uma calculadora, que era primordial nas áreas de comércio para que os trabalhadores pudessem realizar operações básicas do dia a dia.

Seu sistema era bastante simples, mas muito eficiente! E foi utilizado por povos de diversos cantos do mundo – Egito, Grécia, Babilônia, Roma, Índia, China e Japão – em diferentes versões, que seguem o mesmo fundamento.

Outros instrumentos primordiais

Além do Ábaco, outros instrumentos essenciais para o desenvolvimento da computação foram criados em épocas passadas. A Régua de Cálculo e a Máquina de Pascal, por exemplo, são ferramentas pensadas com o objetivo de tornar a realização de operações matemáticas mais rápida e assertiva.

Máquina de Hollerith

O norte-americano Hermann Hollerith foi responsável por uma das principais criações quando tratamos da evolução computacional. A Máquina Hollerith era capaz de acelerar todo o processo de computação de dados.

Os agentes de censo perfuravam as opções desejadas em cartões, evitando a lenta lógica da marcação de “sim” ou “não”, anteriormente realizada de forma manual. Essa foi uma revolução no processo de coleta de informações.

Computação pré-moderna

Especialmente durante a Segunda Guerra Mundial, as máquinas ganharam uma nova e acentuada importância. Neste período, diversos projetos relevantes foram desenvolvidos, incluindo a criação do computador Colossus – projetado por um grupo liderado por Tommy Flowers – com o objetivo de realizar a criptoanálise de códigos ultrassecretos utilizados pelos nazistas.

Enfim, a computação moderna

A computação moderna passou por diversas gerações. Cada uma delas foi responsável por diferentes descobertas e desenvolvimentos que propiciaram a evolução tecnológica como conhecemos hoje.

O uso dos computadores digitais define – de forma básica e direta – o que significa a computação moderna.

Quando falamos sobre esse momento da tecnologia, temos que a Microsoft e os processadores Intel, por exemplo, foram (e permanecem sendo) ferramentas primordiais neste processo. Além da tendência Multi-Core, na qual diversos processadores trabalham simultaneamente, e da chamada “computação de bolso”, junto aos tablets.

O que ainda está por vir

Se você, assim como nós, ama soluções de alta tecnologia e está sempre de olho nas novidades do segmento, sabe que não parecem existir limites para os avanços.

Nós, da TND Brasil, estamos sempre nos mantendo atualizados diante das tendências do mercado, e capacitando os nossos especialistas para tudo o que for necessário. Afinal, alcançar resultados incomparáveis é o nosso compromisso para chegar aos seus objetivos.

 

Dicas para se tornar um bom profissional de TI!

 

Atualmente, toda empresa que deseja alcançar sucesso em seu negócio precisa de um bom profissional de TI. Isso porque o papel desses colaboradores é essencial no que diz respeito ao crescimento da corporação, por apoiar o controle e gerenciamento das informações e soluções indispensáveis.

Essa área de atuação pode ser promissora, e por isso, separamos algumas dicas essenciais para que você – apaixonado por tecnologia e por inovação – encontre seu espaço no segmento!

Entenda o que faz o profissional de TI

O profissional de TI é responsável por gerenciar as informações de uma empresa, garantindo o funcionamento de operações tecnológicas variadas e apresentando soluções inteligentes. Com a ascensão do mercado da tecnologia, esse profissional torna-se cada vez mais importante dentro das empresas, e por isso, existe a necessidade de que seu nível de especialização e de conhecimento seja constantemente atualizado.

Dicas para se dar bem nessa área!

A área de tecnologia da informação desperta o interesse crescente das pessoas, pensando nisso, separamos algumas dicas interessantes para que você possa preparar melhor a si mesmo para esse mercado, aproveitando todo o seu potencial. Confira:

  • Visão de negócios: hoje, é necessário que o profissional da área de TI esteja realmente envolvido com o negócio da empresa, apresentando perspectiva estratégica e raciocínio lógico diante de ações que impactem o crescimento da corporação.
  • Pensamento criativo: quando falamos sobre tecnologia, oferecer soluções realmente inovadoras é um ponto fundamental para o bom andamento do trabalho no dia a dia, por isso, esse profissional deve ser capaz de pensar além do óbvio.
  • Ótima comunicação: independente da área de atuação, atualmente, é necessário que o profissional saiba comunicar-se com facilidade, e quando falamos de tecnologia da informação, não é diferente.
  • Gosto por estudos: o profissional de TI precisa estar constantemente atualizado, por isso, estudar é necessário! Estamos falando de um segmento que se modifica rapidamente, é preciso acompanhá-lo.
  • Comportamento proativo: em diversas situações, o profissional de tecnologia é um solucionador, assim, aproveitar o tempo e as oportunidades é extremamente importante. Adiante-se e demonstre interesse pelo que faz.

Grandes profissionais buscam por grandes empresas

Dispomos, na TND Brasil, de uma equipe técnica comprometida e extremamente qualificada que busca constantemente pelas melhores práticas e soluções para cada cliente. Entendemos o passo a passo do que forma e mantém profissionais competentes, aplicamos isso em nossa rotina. Quer conferir?

Entre em contato conosco, conte os detalhes e as necessidades do seu projeto, conheça a atuação de excelência de todo o time da TND Brasil.

 

 

Por que investir em aluguel de equipamentos?

 

Atualmente, o aluguel de equipamentos é uma solução bastante popular e inteligente aplicada nos mais diversos segmentos. Quando falamos sobre Tecnologia da Informação, não é diferente: a compra de máquinas é substituída pelo aluguel de forma constante, revelando vantagens dessa escolha.

Se você está começando ou reestruturando um projeto, esse conteúdo foi preparado pensando no sucesso do seu negócio. Continue realizando a leitura e comprove!

Importância do aluguel de equipamentos

Para que uma empresa mantenha-se ativa diante da competitividade do mercado, atrelar custo-benefício e produtividade é fundamental. Neste sentido, há quem pense que comprar máquinas é claramente menos custoso, porém, sabemos que quando consideramos fatores como a vida útil dos equipamentos, a manutenção e questões fiscais, grande parte do orçamento passa a estar comprometida.

Assim, a locação de servidores ou estações de trabalho, por exemplo, surge como uma alternativa vantajosa e eficaz para manter seus projetos avançando.

Entenda os principais benefícios

Se você ainda precisa de mais motivos para investir no aluguel, listamos as principais vantagens dessa escolha. Confira:

  • Evitar a depreciação e a obsolescência: a partir do aluguel, é possível evitar preocupações sobre o desgaste natural de equipamentos e a necessidade constante de renovação.
  • Suporte técnico: a locação de equipamentos traz a vantagem de que você sempre poderá contar com apoio profissional para as situações que surgem no dia a dia.
  • Custo reduzido: considerando que com o aluguel é possível evitar gastos com eventuais problemas sobre o desempenho de equipamentos – como a manutenção, por exemplo – entendemos que a locação é um investimento de ótimo custo-benefício.
  • Investimento em outros projetos: a partir das vantagens oferecidas pela locação de equipamentos, a empresa passa a obter mais liberdade para dedicar o seu orçamento aos demais projetos e estratégias.

Conte com especialistas!

Quando o assunto é aluguel de equipamentos, a TND Brasil possui as soluções mais inteligentes e eficazes para a sua empresa. Oferecemos diversas configurações para equipamentos de Tecnologia da Informação, como servidores, computadores do tipo desktop ou notebooks, além de firewalls. Garantindo comprometimento e confiança em cada detalhe do processo.

Entre em contato e comece agora a investir nesta modalidade para atender a sua empresa.

Locação de Servidores Físicos: As vantagens sobre este serviço!

Neste post, você confere de que forma é vantajoso optar pela locação de servidores físicos.

Cadastro de clientes, fornecedores, produtos, serviços, cálculos, relatórios, relacionamento com o cliente, inteligência de negócio. Com a tecnologia cada vez mais acessível, cresce a demanda nas empresas para processamento e armazenamento de dados.

Por mais que a praticidade disso seja inegável, esta opção traz outros impasses. Um deles é a escolha da melhor maneira de manter o processamento destes dados críticos.

Afinal, o que é melhor? Comprar ou alugar? Vamos conferir as vantagens da locação de servidores físicos!

Como funciona a locação de servidores físicos?

Assim como no caso do aluguel de notebooks, a locação de servidores físicos permite que você use o equipamento no período desejado, sem precisar comprá-lo. Portanto permite abrir mão do serviço a qualquer momento, sempre que julgar que ele não é mais necessário.

Deste modo, você evita o desembolso do valor integral de uma máquina, além de obter outras vantagens, como as que veremos a seguir.

Quais são as vantagens de optar pela locação de servidores físicos?

Por mais que não soe usual, a locação de servidores físicos oferece uma série de benefícios a quem optar por ela. E eles vão muito além dos custos! Veja só:

1. Você paga menos impostos

Você sabia que despesas operacionais geram abatimentos do imposto de renda da sua empresa? Isso mesmo! Uma das despesas aceitas pela Receita é o aluguel de equipamentos. Assim, caso você opte pela locação e não pela compra, pagará menos impostos.

2. Você não precisa investir em um equipamento novo

Montar um servidor dedicado de nível profissional demanda tempo e dinheiro. Você terá que investir uma quantidade significativa de recursos para adquirir equipamentos de nível superior que atendam às altas necessidades de uma empresa. Lembre-se: uma rede corporativa é muito mais complexa que uma doméstica!

A locação de servidores físicos resolve esta questão. A empresa contratada cuidará de toda a montagem para que você não tenha que se preocupar com nada e possa dedicar seu tempo às atividades que são realmente importantes para o seu negócio.

3. Você não precisa entender de informática

Caso você não entenda de informática, mas se proponha a montar um servidor para a sua empresa, tenha certeza de que terá que gastar um tempo considerável em pesquisa, ou, pelo menos, contratar um consultor.

Isso não acontece quando você opta pela locação de servidores físicos. Nesta situação, a empresa contratada analisa a sua necessidade e oferece o equipamento perfeito para o seu negócio. Simples Assim!

 4. Trabalhe até quando a internet cair

Por mais que a armazenagem em nuvem seja aclamada pela segurança, ela tem um problema: não funciona sem internet.

Considerando que o Brasil é um país conhecido pela conexão instável à rede, problemas com ela podem parar o seu trabalho caso você tenha uma armazenagem remota.

No caso de um servidor físico, não há este problema: é perfeitamente possível trabalhar até quando não há internet.

Interessado na locação de servidores físicos para o seu negócio? Fale com a gente! Nossos profissionais possuem grande conhecimento e experiência para desenvolver projetos personalizados e funcionais, levando sempre em consideração o crescimento da produtividade e a segurança das informações, proporcionando para sua empresa o melhor nível de eficiência e economia.

Telefone: +55 11 3717-5537

E-mail: contato@tndbrasil.com.br

Ou se preferir, clique aqui!

Expansão da computação em nuvem, como ela te beneficia?

cloud2A expansão da computação em nuvem tem conquistado manchetes na imprensa do mundo todo. A notícia mais recente foi que, em janeiro deste ano, a Alphabet, proprietária do Google, anunciou que investiria US$ 30 bilhões na construção de um novo cabo de dados submarino conectando o Chile a Los Angeles. De acordo com o conglomerado, o objetivo é melhorar os serviços de computação em nuvem que já são oferecidos por eles.

É inegável: a expansão da computação em nuvem deixou de ser o futuro. Hoje, ela é a realidade de quem trabalha com soluções em tecnologia.

 O que é a computação em nuvem?

De acordo com a Microsoft, a computação em nuvem é “o fornecimento de serviços de computação – servidores, armazenamento, bancos de dados, rede, software, análise e muito mais – pela Internet (“a nuvem”)”.

Na prática, isto significa que é possível acessar dados e aplicativos sem que eles estejam instalados na memória física de uma máquina. Alguns exemplos que você provavelmente já usa são o Netflix, o Spotify e o Google Drive.

 Apesar de soar moderna, a expansão da computação em nuvem é tão antiga quanto o próprio computador. A proposta surgiu pela primeira vez na década de 1960, por meio de uma série de profissionais do meio tecnológico. Um deles foi J.C.R. Licklider, que foi uma figura essencial no desenvolvido da Arpanet, a predecessora da internet.

Desde esta época, estudiosos já pensavam em como seria se ninguém precisasse armazenar informações nas memórias físicas de seus computadores. Décadas depois, a ideia vingou: atualmente, especialistas apontam a computação em nuvem como o modo de armazenamento mais seguro da atualidade.

Quais são as vantagens da expansão da computação em nuvem?

Há muitas vantagens que justificam a expansão da computação em nuvem. Algumas são:

  • Em caso de danos físicos à máquina, não há o risco de perda de informações;
  • Caso a máquina seja infectada por algum malware, os dados não podem ser roubados;
  • Os servidores remotos que armazenam as informações contam com um forte esquema de segurança, evitando o roubo destes dados;
  • É possível armazenar grandes volumes de dados sem comprometer a memória física do seu computador;
  • É mais barato pagar por um serviço de computação em nuvem terceirizado do que manter servidores próprios.

Por que a expansão da computação em nuvem é tão acelerada?

Somente no primeiro semestre de 2017, a expansão da computação em nuvem no Brasil ficou na casa dos 20%. Mas isto não acontece só por aqui: é uma tendência mundial.

Além de todas as vantagens citadas, o principal motivo por trás do crescimento é a importância dos dados para os negócios: há quem diga que saímos da Era da Informação e entramos na Era dos Dados.

Isto significa que, graças às soluções digitais, todas as ações corporativas podem ser mensuradas e analisadas para auferir os resultados. Tudo é cada vez mais data driven, ou, em bom português, guiado por dados. Deste modo, os dados tornam-se um ativo importante que as empresas querem, ao mesmo tempo, que sejam acessíveis e estejam a salvo da concorrência.

Com a expansão da computação em nuvem, a tendência é que haja cada vez mais soluções disponíveis para isto. Ela não é mais o futuro: é o presente!

Se você está pensando em se tornar adepto da computação em nuvem para o seu negócio, nós temos a solução! A TND Brasil oferece tudo o que a sua empresa precisa como solução certa em cloud computing. Entre em contato com a gente para saber mais!

Telefone: +55 11 3717-5537

E-mail: contato@tndbrasil.com.br

Fale consoco!

Neutralidade da rede – O que é e como afeta sua vida

neutralidadeRecentemente, a neutralidade da rede deu o que falar em todo o mundo. Isso porque o Congresso dos Estados Unidos optou por suspender a vigência desse princípio em vigor desde 2015. O resultado da decisão foi muita polêmica e colocou provedores de internet a favor da desregulamentação e organizações defensoras dos direitos dos usuários, que são contra, em pé de guerra. Mas, você sabe realmente o que é a neutralidade da rede e como ela afeta a sua vida? Saiba tudo aqui!

O que é a neutralidade da rede?

Estudiosos dos campos da comunicação e das ciências sociais são praticamente unânimes em afirmar que o acesso à internet é uma das principais ferramentas de liberdade de expressão da atualidade. Esse é o pilar que sustenta a neutralidade da rede. Ela prega que o acesso a todos os conteúdos da rede deve ser de forma igualitária, com a mesma velocidade e qualidade de sinal. O objetivo é evitar que determinados conteúdos sejam preteridos em detrimento de outros.

No Brasil, esse princípio foi estabelecido pelo Marco Civil da Internet, aprovado em 2014. A lei afirma que a internet faz parte do rol de serviços essenciais, tal como o fornecimento de água ou eletricidade. Portanto, ele não pode ser manipulado com vistas a benefícios particulares.

A única ressalva é quanto a serviços governamentais e sobre situações de emergência, como desastres naturais. Nesses casos, o texto permite que esses conteúdos tenham preferência de acesso, já que se trataria de questões de interesse público.

Por que a neutralidade da rede é importante?

Sob o ponto de vista de diversos organismos internacionais, como a Organização das Nações Unidas (ONU), o acesso à informação está diretamente ligado ao exercício da cidadania.

Como vivemos em uma era digital, é praticamente impossível imaginar a comunicação sem a internet. Portanto, entende-se que a ausência da neutralidade da rede impediria os internautas de exercerem esse direito humano básico.

É por isso que, no Brasil, há outras iniciativas além do Marco Civil da Internet que visam facilitar o exercício desse direito: é o caso da Lei de Acesso à Informação. Sancionada em 2011, ela regula o modo com os cidadãos podem requerer o acesso a dados referentes ao trabalho do poder público – boa parte do processo, inclusive, é feita pela internet, por meio do Portal da Transparência.

Como a neutralidade da rede afeta a minha vida?

A neutralidade da rede está mais presente em seu dia a dia do que você imagina. Graças a ela, seu provedor de internet fica vedado de facilitar ou dificultar o acesso a determinadas páginas. Afinal, isso poderia ser usado de modo a beneficiar determinadas ideologias ou grupos, o que vai contra o princípio da internet como serviço público. Além disso, isso possibilitaria o desenvolvimento e a venda de soluções a sites que quisessem minar o desempenho dos concorrentes.

Ou seja: caso o princípio da neutralidade da rede não existisse, você se informaria de um modo muito diferente. É provável que você não tivesse pleno acesso a determinadas páginas, enquanto a visualização de outros conteúdos seria deliberadamente facilitada.

Em busca de soluções de tecnologia para a sua empresa? Fale com a gente e peça um orçamento sem compromisso! Somos referência no segmento de consultoria e desenvolvimento de soluções de Tecnologia da Informação.

www.tndbrasil.com.br/contato-tnd/

Telefone: (11) 3717-5537

E-mail: contato@tndbrasil.com.br

Bitcoin: tudo o que você tem que saber sobre a última febre dos investimentos

bitcoinDurante o último semestre de 2017, o tópico mais quente do mundo das finanças foi, sem dúvida, o Bitcoin. A criptomoeda, totalmente livre de regulações por qualquer Banco Central, provocou rebuliço tanto em profissionais do mercado financeiro quanto em leigos no assunto. Nesse guia, você aprende o que é o Bitcoin, como ele funciona e por que ele ganhou atenção de pessoas do mundo inteiro. Confira:

 O que é o Bitcoin?

 O Bitcoin foi criado em 2009 por um programador cuja verdadeira identidade segue oculta até hoje. Só se sabe que, na web, ele atende por Satoshi Nakamoto. Por mais que muitos se refiram a ele como uma moeda, ele é, em sua essência, uma tecnologia. Ele permite realizar transações instantânea e anonimamente, de qualquer lugar do mundo sem impostos nem taxas.

Isso porque todas as operações são descentralizadas e distribuídas por vários computadores: é o blockchain.  O processo funciona da seguinte forma: as máquinas “competem” na resolução de problemas matemáticos complexos. Quem ganha o desafio, também ganha o direito de “emitir” Bitcoins. O processo é denominado mining, e só pode participar dele quem tem máquinas extremamente robustas.

 Como adquirir e usar o Bitcoin?

 O Bitcoin ganhou manchetes no mundo todo em meados de 2017 devido à sua valorização exponencial. Se em janeiro do ano anterior ele era comercializado a US$ 1 mil, no fim de 2017 sua cotação beirava os US$ 60 mil.

Por esta razão, cada vez mais pessoas o veem como um investimento: estima-se que 90% dos proprietários de Bitcoin o tenham adquirido com esse fim. A popularidade é tanta que já há bancos especializados na comercialização da criptomoeda em todo o mundo, inclusive no Brasil.

O primeiro passo para adquiri-lo é ter um endereço de Bitcoin – uma chave alfanumérica de até 34 caracteres que funciona como identificador. Após a compra, ele fica armazenado em uma carteira virtual, como se fosse uma conta bancária. Caso o usuário pretenda realizar uma transação com ele, basta encaminhar o respectivo código ao vendedor. O pagamento é feito de forma instantânea totalmente anônima e impossível de rastrear.

Por que o Bitcoin tem chamado tanto a atenção dos investidores?

 É inegável que o Bitcoin envolve um nível muito alto de programação e tecnologia. Acontece que esse não é o único motivo para a sua fama em ascensão. A febre da criptomoeda foi tanta que já há iniciativas para que ela seja aceita por estabelecimentos comerciais comuns, como se fosse uma moeda regular, tal qual o Euro e o Dólar. O Japão já levou a ideia a cabo: espera-se que mais de 300 mil estabelecimentos locais tenham o Bitcoin como forma de pagamento. A Rússia já sinalizou que deve fazer o mesmo.

Outro fator que alavancou a popularidade – e o valor – da moeda foi a sua comercialização no mercado financeiro. Já é possível negociá-la na Chicago Board Options Exchange (CBOE), a bolsa de valores de Chicago. Entretanto, nem todos os países receberam a iniciativa muito bem. China e Coréia do Sul já barraram a criação de novas criptomoedas, temendo o impacto na economia. Ao investidor, resta observar a evolução do cenário.

Em busca de soluções de tecnologia para seu negócio? Fale com a gente e peça um orçamento sem compromisso!

www.tndbrasil.com.br/contato-tnd/

Telefone: +55 (11) 3717-5537

E-mail: contato@tndbrasil.com.br